Edições 2018 Anos anteriores
Manter um vínculo sempre ativo com os clientes por meio de uma imagem otimista de você e de suas atitudes pode ser o grande diferencial
Será que está mesmo difícil vender? Para alguns vendedores sim, já outros estão nadando de braçada! A questão é que não devemos focar no problema e sim nas oportunidades que o processo de vendas nos proporciona. Conhecer o produto, os clientes, o mercado e as técnicas de vendas é lugar comum, pois o vendedor que não dominar estes itens está fora. O diferencial está na atitude diária de cada um frente aos desafios do processo de vendas.

Recomendo optarmos por uma atitude diária positiva e otimista, que fará com que essa jornada fique ainda mais agradável, leve e produtiva. E o que é optar por uma atitude otimista? É pensar positivo. Acreditar no seu potencial de criar situações que lhe sejam favoráveis. Todos temos problemas, mas o otimista consegue tornar a carga do problema mais leve.

Outro ponto importante, que aliás é uma das principais crenças limitantes, é o medo de errar. Esse medo nos bloqueia para novos aprendizados. Devemos aprender com nossos erros, mas não persistir neles, buscando sempre olhá-los sob novas perspectivas, o que nos dará oxigênio e motivação para continuar a viver, procurando melhorar sempre, mas sem a neura de querer ser o melhor. Procurar ser o melhor gera muito estresse e não dura, pois sempre surgirá alguém muito melhor. A saída ideal é ser diferente, pois assim nunca ninguém será como você.

Gere também confiança no cliente e entregue mais do que foi contratado. Supere as expectativas! Procure ajudar o cliente e não vender a ele. Venda mais do que apenas um produto. Compartilhe alegria, satisfação, bom humor e assim os clientes virão até você, nem que seja para terem alguns momentos agradáveis e de paz. Até porque boa parte das vendas não é fechada na hora. Elas têm um tempo de maturação que não deve ser forçado.

Mas cuidado para não tornar-se um mala. Não confunda bom humor "negativo" com o verdadeiro bom humor!  Há pessoas que se acham bem humoradas por estarem sempre rindo muito alto a todo momento! Isso pode ser sinal de desespero, querer aparecer ou mesmo descontrole, mas com certeza não é bom humor. Há aqueles que ficam contando piadas de mau gosto e apelativas. Não são bem humorados! Outros, e não são poucos, não perdem a chance de apelidar todos que cruzam o seu caminho, com alcunhas pejorativas e discriminatórias. Pois saibam que este não é o bom humor, ou melhor, bom senso de humor que defendo!

Marcelo Pinto é conhecido como palestrante do bom humor e filantropicamente como Doutor Risadinha. Advogado e proprietário da MP Assessoria Empresarial, também é fundador do Instituto do Riso e do Clube da Gargalhada de SP.

Nossas Mídias

Bolsa de Empregos

Clientesa.com.br - Revista Cliente S.A.
Copyright © 1998 - 2018 - Grube Editorial - Todos os direitos reservados
Powered by